Confusão...

As vezes nosso coração dói e custamos a entender o porque...
Pensamos em tudo que já fizemos de errado em nossa vida. Imagem a imagem vem surgindo como se fosse um flashback, mas sonhamos com os acertos para que não haja nenhum dejavu. O medo percorre a alma, um arrepio vem na espinha. Não sei, não sabe, não imagino, não penso.
Amar, odiar, pensar...
Há tantas coisas, tantos sentimentos, tantas pessoas...
Não sei o que está acontecendo ultimamente, mas venho sonhando de uma forma diferente a cada dia, o que imaginava ser ilusório, venho cada vez mais tentando tornar realidade.
Quero, penso imagino.
Parece confuso, até loucura, mas ouço as vibraçoes vindas do piano que não toca, vibra e faz vibrar a cada nota entoada por mãos que não pressionam pois não não necessidade. O simples fato de deslizar já fazem maravilhas...

0 Xingamentos: